Última hora

Última hora

Comércio eletrónico: A caça às prendas e promoções

Em leitura:

Comércio eletrónico: A caça às prendas e promoções

Tamanho do texto Aa Aa

Com a época natalícia à porta, muda a tendência na caça aos presentes e promoções.

Na famosa “Sexta-feira Negra”, o grande dia de promoções após a Ação de Graças, os norte-americanos foram mais numerosos a ir às compras mas gastaram menos. Entre quinta-feira e domingo, terão gasto 57,4 mil milhões de dólares, menos quase três por cento do que no ano passado.

Mas online, de acordo com o gabinete de pesquisa ComScore, os gastos subiram 15%, em termos anuais, para 1,2 mil milhões de dólares só na “Black Friday”.

E às promoções nas lojas sucedem-se as promoções online, com a “CiberMonday”, que já foi adotada na Europa. Esta segunda-feira procuravam-se os bons negócios na internet.

Uma londrina explica que “gasta muito tempo a ver várias lojas e páginas na internet”. E outro acrescenta: “Vê-se algo de se quer numa loja, toca-se e depois compra-se na internet”.

Só no Reino Unido, as vendas online deverão subir, este ano, mais de 10% e no resto da Europa entre 9% e 18%.

Para lá do conforto de fazer compras em casa, os consumidores consideram ter mais escolha. No final, o grupo Visa Europa esperava que, esta segunda-feira 2 de dezembro, quase oito milhões de transações bancárias, ou seja, o dia com o maior número de compras online da história.