Última hora

Última hora

ONU tem provas contra Bashar al-Assad

Em leitura:

ONU tem provas contra Bashar al-Assad

Tamanho do texto Aa Aa

Pela primeira vez, a ONU apontou diretamente o dedo a Bashar al-Assad. A Alta Comissária das Nações Unidas para os Direitos Humanos declarou que várias provas indiciam a responsabilidade do presidente sírio em crimes de guerra e crimes contra a humanidade. Navi Pillay declarou: “Foi apresentada uma grande quantidade de provas. Os factos revelados pela comissão são crimes graves, crimes de guerra, crimes contra a humanidade. As provas indicam uma responsabilidade ao mais alto nível do Governo, incluindo o chefe de Estado.”

As provas foram apresentadas pela comissão de inquérito da ONU que, em setembro, já tinha acusado o regime de crimes de guerra e contra a humanidade e os rebeldes de crimes de guerra. Navi Pillay acrescentou que quer um inquérito judicial na Síria e outro internacional para julgar os autores dos crimes.

Sem surpresa, o vice-ministro dos Negócios Estrangeiros sírio reagiu com estas palavras: “Ela tem vindo a dizer muitos disparates há muito tempo e não damos ouvidos”.

A guerra na Síria já causou perto de 126 mil mortos, incluindo 6600 crianças, de acordo com o Observatório Sírio dos Direitos Humanos. Os combates também impedem a distribuição de alimentos e a falta de comida tornou-se uma realidade quase quotidiana para um milhão de pessoas. O alerta foi dado pela Federação Internacional da Cruz Vermelha.