Última hora

Última hora

Tailândia: emitido mandado de captura contra líder da oposição

Em leitura:

Tailândia: emitido mandado de captura contra líder da oposição

Tamanho do texto Aa Aa

Foi emitido um mandado de captura contra o líder da oposição da Tailândia. O dirigente do Partido Democrata – rosto das manifestações que sacodem o país – é acusado de insurreição.

Ao anuncio feito pela polícia soma-se um outro: o da primeira-ministra que recusa abandonar o poder tal como pedem os manifestantes antigovernamentais.

Baguecoque está a ferro e fogo. Yingluck Shinawatra, irmã mais nova do antigo primeiro-ministro deposto por um golpe militar em 2006 diz que a violência não é uma solução:

“Não queremos violência e estamos confiantes de que a Tailândia a ela não vai recorrer até porque já foi usada no passado e não resultou. Não deixaremos, por isso, que volte a acontecer e estamos disponíveis para dialogar.”

Certo é que os confrontos entre a polícia e os manifestantes já provocaram quatro mortos e dezenas de feridos. Hoje, pelo menos duas pessoas foram hospitalizadas.

A população diz que é tempo do país virar a página.

“Queremos reformas na Tailândia e a dissolução do Parlamento não basta. Chegamos até aqui e queremos reformar o país” refere uma manifestante antigovernamental.

Há mais de uma semana que milhares de pessoas protestam nas ruas de Banguecoque e procuram o apoio dos militares que prometem para já manter-se à margem das manifestações.