Última hora

Última hora

UE apela ao diálogo na Ucrânia

Em leitura:

UE apela ao diálogo na Ucrânia

Tamanho do texto Aa Aa

A Comissão Europeia está disponível para assinar o acordo de associação com a Ucrânia, mas não quer voltar à mesa das negociações. Durão Barroso falou esta segunda-feira ao telefone com o Presidente Yanukovych e pediu ainda contenção tanto aos manifestantes como às autoridades ucranianas que se têm envolvido em confrontos nos últimos dias.

Durão Barroso explica que “as autoridades ucranianas devem respeitar a liberdade democrática e os direitos das pessoas que se manifestam. Apelamos também aos manifestantes que tenham alguma contenção. Mas é claro que estes incidentes ocorrem porque muitos ucranianos vêm o seu futuro na Europa e ficaram desiludidos com os resultados da cimeira de Vilnius.”

Na conversa telefónica, Yanukovych pediu ainda ao presidente da comissão que receba uma delegação de Kiev. Pedido que foi aceite. Bruxelas apelou ainda ao diálogo e rejeita para já qualquer tipo de sanção a Kiev.

Steven Blockmans, analista do Centro de Estudos de Política Europeia acredita que “quem se manifesta está a lutar, ao mesmo tempo, pelo caminho do país na Europa, o que não significa uma adesão imediata à União. Mas para além disso, estes protestos demonstram um enorme descontentamento com a atual situação política e com a liderança da Ucrânia.”