Última hora

Última hora

Competitividade: uma das batalhas em curso na Europa

Em leitura:

Competitividade: uma das batalhas em curso na Europa

Tamanho do texto Aa Aa

Vencer a concorrência parece fácil: basta criar um melhor produto e vende-lo mais barato que os rivais. Nada mais errado. Na prática, há muitos obstáculos a vencer para que os países da União Europeia (UE) se tornem mais competitivos no voraz mercado internacional. É esse o cerne desta edição de Real Economy.

Entrevistámos a presidente do Business Europe, um organismo europeu que através de 41 federações – incluindo as portuguesas Associação Industrial e Confederação Empresarial -, representa mais de 20 milhões de empresas de 35 países. Emma Marcegaglia levanta-nos questões pertinentes como o facto de ainda haver “pouca Europa”. O que é isso? Segundo a também codiretora executiva do Grupo Marcegaglia, é um termo que passa pelos Estados Membros que insistem em manter as políticas nacionais sobre as europeias e criando, com isso, diferenças substanciais nos custos de produção face aos congéneres, seja por exemplo no preço da energia ou no diferente acesso ao trabalho das empresas na circulação pelo próprio espaço da UE.

Visitámos Bruxelas e Amesterdão. Damos a conhecer duas indústrias locais de sucesso, os chocolates belgas e a tecnologia holandesa. Têm vindo a crescer, têm procura, mas estão a esbarrar em algumas burocracias ou na falta de investimento, que as impedem de expandir o negócio para outros níveis. O que deve a Europa dos 28 fazer para aumentar a competitividade, por exemplo, face aos mercados americano e asiático? Algumas respostas estão nesta edição de Real Economy.