Skip to main content

Ucrânia: “Um golpe de Estado está em curso”
close share panel

Share this article

Twitter Facebook
| Partilhe este artigo
|

“Um golpe de Estado está em curso na Ucrânia”, as palavras foram proferidas pelo primeiro-ministro ucraniano, Mykola Azarov, um dia depois da violenta repressão das autoridades sobre manifestantes pró-europeus e também jornalistas.

As ruas continuam carregadas de contestatários à decisão do presidente e do governo de voltarem costas à União Europeia e privilegiarem uma parceria com a Rússia.

“Pedimos a impugnação do mandato presidencial, a demissão do governo e procedimentos criminais para aqueles que ousaram levantar a mão contra as nossas crianças inocentes”, afirmou Oleh Tyahnybok, um dos líderes da oposição, perante uma multidão de manifestantes.

Outro, antigo campeão de boxe em pesos pesados, Vitaly Klitschko, dá a receita. “Sozinho não posso fazer nada, nós, aqui sozinhos, também não. Mas quando somos 10, 20, 30, 100, 100.000, 1.000.000, então eles não podem fazer nada”, declarou.

A multidão não desarma, mantém-se estoicamente na Praça da Independência, em Kiev, que foi o centro da revolução laranja em 2005.

Os contestatários ocupam pelo menos dois edifícios públicos, um deles é a câmara da capital ucraniana.

Está em Kiev? Envie comentários, fotos e vídeos para: witness[at]euronews.com

Copyright © 2014 euronews

Mais informação sobre
| Partilhe este artigo
|

Login
Por favor, introduza os seus dados de login