Última hora

Última hora

Europa aplica multas recorde a bancos que manipularam taxas de referência

Em leitura:

Europa aplica multas recorde a bancos que manipularam taxas de referência

Tamanho do texto Aa Aa

1710 milhões de euros, é o valor recorde das multas impostas pela Comissão Europeia a seis grandes instituições financeiras que manipularam as taxas interbancárias de referência. Dois dos bancos que mais ganharam com os cartéis (UBS e Barclays), beneficiaram de imunidade por terem denunciado o caso e colaborado nas investigações.

“O que é chocante nos escândalos Libor e Euribor, não é apenas a manipulação das taxas de referência, que é uma infração muito grave, mas também a formação de um verdadeiro cartel entre vários atores financeiros”, referiu o Comissário Europeu da Concorrência. “A decisão de hoje envia um sinal claro de que a Comissão está determinada a combater e a sancionar estes cartéis no setor financeiro”, concluiu Joaquin Almunia.

Os visados pelas multas são o Deutsche Bank, a Societé Générale, o Royal Bank of Scotland, o JPMorgan, o Citigroup e o RPMartin, com o banco alemão a pagar mais de 725 milhões de euros.

UBS e Barclays, que colaboraram na investigação, escaparam a multas de 2500 milhões e 609 milhões de euros, respetivamente.