Última hora

Última hora

França: Prostitutas contra lei que penaliza clientes

Em leitura:

França: Prostitutas contra lei que penaliza clientes

Tamanho do texto Aa Aa

Duas centenas de prostitutas manifestaram-se esta quarta-feira, em Paris, contra a lei aprovada pelos deputados franceses. A compra de atos sexuais vai passar a ser penalizada. Um cliente que seja apanhado a solicitar serviços sexuais terá de pagar uma primeira multa de 1500 euros. O governo quer lutar contra a prostituição mas há quem pense que a lei vai piorar a situação.

“Nós precisamos dos nossos clientes e os nossos clientes de nós. A máfia vai aumentar e vai haver confusão. Vai ser horrível o que se vai passar, o problema vai ser multiplicado por 10 mil”, afirma uma prostituta.

Mas não são apenas as profissionais do sexo que consideram a lei ineficaz. Na polícia, o sindicato denuncia a falta de meios e a escolha do alvo errado.

“Vai ser preciso ir para o meio dos bosques, para trás das árvores, filmar as pessoas para depois as multar, mas os serviços de polícia que o vão fazer são os que habitualmente se ocupam da repressão dos proxenetas”, explica o sindicalista Jean-Paul Megret.

O texto foi aprovado por uma maioria que inclui deputados da oposição, enquanto alguns deputados socialistas e ecologistas votaram contra. A lei tem ainda que ser aprovada pelo senado, até ao mês de junho.