Última hora

Última hora

Biden: "China pode fazer mais e melhor"

Em leitura:

Biden: "China pode fazer mais e melhor"

Biden: "China pode fazer mais e melhor"
Tamanho do texto Aa Aa

A imposição de uma zona de identificação aérea no Mar da China Oriental criou mal-estar na região da Ásia-Pacífico. Palavras do vice-presidente norte-americano durante um encontro com dirigentes chineses em Pequim.

A China insiste que a zona de defesa aérea, que inclui as ilhas Diaoyu/Senkaku reivindicadas pelo Japão, deve ser respeitada.

Os Estados Unidos têm outra posição, nesta e noutras matérias.

“Temos opiniões diferentes não só em relação à zona de defesa aérea, mas também no que toca à liberdade de imprensa. Penso que a China pode fazer mais e melhor, nomeadamente, em matéria de direitos humanos. A nossa relação com Pequim é complexa. Temos as nossas diferenças, mas é possível evitar um conflito com a China. A competição é saudável e a paz sinónimo de crescimento económico na região da Ásia-Pacífico” afirma Joe Biden.

O périplo de Joe Biden à Ásia começou no Japão. Depois da China, o vice-presidente norte-americano segue para a Coreia do Sul.