Última hora

Última hora

França vai reforçar contigente na República Centro-Africana "imediatamente"

Em leitura:

França vai reforçar contigente na República Centro-Africana "imediatamente"

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente francês anunciou uma ação militar imediata na República Centro-Africana. As declarações de François Hollande ocorreram horas depois do conselho de segurança da ONU ter autorizado, esta quinta-feira, a intervenção de forças francesas em apoio a uma força pan-africana para restaurar a segurança no país.

“Dada a urgência, decidi agir imediatamente, em coordenação com as forças africanas e com o apoio dos parceiros europeus. Temos já 600 militares no país. Eeste contingente será duplicado dentro de alguns dias, se não em poucas horas. A França tem apenas um objetivo: salvar vidas humanas” – afirmou o chefe de Estado francês.

O país de 4,5 milhões de habitantes mergulhou no caos desde o golpe de Estado de março realizado pela coligação rebelde Séléka, com origem na minoria muçulmana, que afastou o Presidente François Bozizé. O conflito inter-religioso tem-se agravado nas últimas semanas e fala-se mesmo de uma situação de pré-genocídio.

A votação nas Nações Unidas ocorreu numa altura em que a situação se degradou na capital da República Centro-Africana, Bangui, onde se registaram vários tiroteios na quinta-feira de manhã. Há relatos que apontam para mais de uma centena de mortos.

O país é rico em ouro, diamantes e urânio, mas décadas de instabilidade não permitiram explorar este potencial.