Última hora

Última hora

Reações à morte de Nelson Mandela no Twitter

Em leitura:

Reações à morte de Nelson Mandela no Twitter

Tamanho do texto Aa Aa

As manifestações de pesar sucedem-se por todo o Mundo, em especial, nas redes sociais da Internet através de citações, fotografias e vídeos que celebram o primeiro presidente negro da África do Sul e ícone da luta anti-apartheid, que morreu, aos 95 anos.

Este ‘tweet’ foi o primeiro a ser enviado com a hashtag #Mandela depois das movimentações estranhas na residência de Nelson Mandela.

Pouco tempo depois, confirmavam a sua morte. O primeiro anúncio feito no Twitter veio da agência noticiosa ‘CBC News’.

Um dos primeiros líderes mundiais a recorrer ao Twitter para expressar a sua tristeza foi o primeiro-ministro britânico David Cameron.

Pouco depois, a rede social foi inundada com mensagens de condolências de todo o mundo.

O presidente francês Francois Hollande afirmou: “Nelson Mandela fez história. Na África do Sul e em todo o mundo.”

O porta-voz de Angela Merkel anunciou, “A mensagem de Mandela de reconciliação e rejeição de qualquer racismo continua a ser uma inspiração.”

Primeiro-ministro do Canadá, Stephen Joseph Harper: “O Canadá chora com a família de Nelson Mandela e com os cidadãos da África do Sul. O mundo perdeu um dos maiores líderes morais”.

A presidente brasileira, Dilma Rousseff, também prestou os seus pêsames.

Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro decretou três dias de luto.