Última hora

Em leitura:

Amigo de Mandela recorda a última vez que o viu no hospital


África do Sul

Amigo de Mandela recorda a última vez que o viu no hospital

O Centro de Memória Nelson Mandela abriu este sábado, excecionalmente, as portas ao público. Inaugurado em 2004, o centro trabalha com a Fundação e o Fundo para as crianças, mas é também um depositário dos pequenos e grandes objetos que marcaram a vida do líder sul-africano, incluindo os seus longos 27 anos de prisão.

Foi aqui que Ahmed Kathrada, amigo de Mandela e igualmente um antigo prisioneiro de Robben Island, falou sobre a última vez que se viram: “Quando fui visitá-lo ao hospital, foi o momento mais traumático da minha vida. Ver este homem – que sempre conheci como alguém forte – transformado numa sombra de si mesmo. Quase irreconhecível. Incapaz de falar, por causa daqueles tubos todos na boca… mas podia responder, com a cabeça, que tinha percebido.”

É igualmente o Centro que coordena as atividades do Instituto Mandela para a Educação e Desenvolvimento Rural, o Museu Robben Island ou ainda a Campanha 46.664 – o número de prisioneiro do líder sul-africano.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Justiça egípcia liberta 21 mulheres e raparigas condenadas após manifestação