Última hora

Última hora

Soweto celebra Mandela

Em leitura:

Soweto celebra Mandela

Tamanho do texto Aa Aa

Epicentro das cerimónias de homenagem, bairro histórico, símbolo da luta contra o ‘apartheid’, o Soweto estará para sempre ligado ao nome de Nelson Mandela, que aqui viveu, conspirou e se escondeu antes de ser encarcerado em Robben Island.

Este domingo, a igreja Regina Mundi, o maior templo católico da África do Sul, recebeu uma das muitas missas em honra de Madiba.

“Fez muito por todos nós. Somos assim por causa dele. Sofríamos, não estávamos a conseguir o que queríamos, mas agora somos livres e podemos ter tudo o que quisermos”, referiu uma fiel.

“Para nós, aqui na África do Sul, e penso que para o mundo, Madiba foi aquele profeta, aquela luz que nos guiou e leva-nos a dizer que deus ainda está entre nós, ainda escuta as nossas preces e as suas promessas continuam a tornar-se realidade”, afirmou o padre Sebastien Rossouw.

Segundo o enviado da euronews, François Chignac, “durante todo o dia, nas igrejas de Joanesburgo, como do Soweto, centenas de pessoas quiseram prestar uma última homenagem a Nelson Mandela”.