Última hora

Última hora

70 líderes mundiais no adeus a Mandela

Em leitura:

70 líderes mundiais no adeus a Mandela

Tamanho do texto Aa Aa

Na África do Sul, está tudo a postos para a grande cerimónia de homenagem a Nelson Mandela.

O estádio Soccer City de Joanesburgo, que acolheu a final do último Mundial de futebol, vai ser o ponto de encontro de cerca de 70 líderes mundiais, incluindo vários atuais e antigos chefes de Estado.

Os Estados Unidos vão ser representados por Barack Obama e pelos antecessores Bill Clinton e George W. Bush. O presidente do Irão, Hassan Rouhani, o Príncipe Carlos, David Cameron, François Hollande e Nicolas Sarkozy vão também marcar presença. Portugal vai ser representado pelo presidente Cavaco Silva.

O Mundial foi um bom treino para a polícia sul-africana: “Não vemos isto como um grande desafio, porque 90% das pessoas que trabalharam comigo no Mundial estão também envolvidas nesta operação, que decorre no mesmo local. A área está dividida em três setores, cada um com um comandante diferente. O maior desafio vai ser a zona livre de veículos, por causa das pessoas que querem ir no último momento e não estão ao corrente das restrições”, disse Gerrie Gernike, diretor da polícia.

A cerimónia de terça-feira antecede o funeral marcado para domingo em Kunu, terra natal de Nelson Mandela, ao qual vão assistir muitos dos líderes presentes no Soccer City na terça-feira.

O legado que Mandela deixou no mundo e na política mundial reflete-se nesta megaoperação, uma das maiores cerimónias de sempre para homenagear um líder desaparecido.