Última hora

Última hora

Manifestações na Tailândia obrigam PM a dissolver parlamento

Em leitura:

Manifestações na Tailândia obrigam PM a dissolver parlamento

Tamanho do texto Aa Aa

Os protestos na Tailândia sobem de tom e obrigaram a primeira-ministra Yingluck Shinawatra a dissolver o Parlamento e marcar eleições antecipadas.

Esta segunda-feira, o país viveu as maiores manifestações dos últimos tempos, com 100.000 pessoas a desfilar nas ruas de Banguecoque.

Depois do irmão, Thaksin, afastado por um golpe de Estado, Yingluck é o segundo membro da família Shinawatra a governar a Tailândia: “Eles têm que se ir embora, Não quero mais a família Shinawatra aqui. Têm que deixar o país”, diz um manifestante.

Os manifestantes dizem que a dissolução do parlamento não é suficiente e querem que toda a família saia da Tailândia.

Apesar dos pedidos para que Yingluck deixe o país, a primeira-ministra está decidida a concorrer às próximas eleições, segundo o líder do Partido Puea Thai, no poder.

O Partido Democrata, principal força da oposição, ameaça boicotar as eleições. No escrutínio de 2011, o partido de Shinawatra ganhou por uma larga margem.