Última hora

Última hora

Sindicatos belgas manifestam-se contra excessiva subcontratação

Em leitura:

Sindicatos belgas manifestam-se contra excessiva subcontratação

Tamanho do texto Aa Aa

Uma manifestação para contestar práticas de exploração de mão-de-obra, devido a abusos da diretiva de livre circulação de trabalhadores na União Europeia, levaram dois sindicatos belgas a manifestarem-se esta segunda-feira, em Bruxelas.

Os trabalhadores querem que os ministros do Emprego, reunidos em conselho europeu, criem mecanismos de proteção.

Um dos sindicalistas, Pierre Cuppens, refere que “as empresas de subcontratação devem ser objeto de novas regras, para que possam ser controladas as situações dos trabalhadores. No final da cadeia de inúmeras subcontratações já não se sabe quem faz o trabalho. Quem encomenda o trabalho deve ter a responsabilidade de limitar a subcontratação”.

Outro sindicalista, Pierre Cuppens, explica que “no final da linha, alguns trabalhadores estão perto de escravidão, com condições de trabalho dignas da Idade Média. Exigimos mais legislação e responsabilização, para que se possa punir quem tira proveito da situação”.

Os governos da França e da Bélgica são os que fazem mais pressão para rever a diretiva dos trabalhadores destacados noutros países, por forma a evitar o chamado efeito de dumping social.

Trata-se de um problema em que empresas sedeadas em certos países fogem aos encargos sociais devidos noutro estado-membro para onde enviam trabalhadores destacados.