Última hora

Última hora

Bruxelas mais perto da União Bancária europeia

Em leitura:

Bruxelas mais perto da União Bancária europeia

Tamanho do texto Aa Aa

O projeto da União Bancária europeia está esta terça-feira em discussão, em Bruxelas. Depois de uma reunião preparatória na sexta-feira, em Berlim, com ministros de algumas das mais importantes economias da Zona Euro, são esperados “grandes avanços” no projeto para esta terça-feira.

A União Bancária é um projeto que visa dar ao Banco Central Europeu um papel de supervisor e regulador sobre as instituições de crédito dos Estados Membros. Com essa autoridade, o BCE poderá, por exemplo, fechar bancos em situação problemática, sem sobrecarregar as despesas públicas dos respetivos países, como aconteceu em Portugal, por exemplo, com o BPN ou o BPP.

Mas ainda há obstáculos complicados a ultrapassar, como nos explica Michael Hewson, analista de mercado, da CMC Markets. “Para que acabem os recorrentes problemas entre bancos e estados soberanos, é preciso uma União Bancária forte, completamente independente, com um único supervisor e fundada completamente à margem, sem qualquer interferência da Alemanha, da França, da Itália ou da Espanha. A mim, não me parece que haja vontade política para que isso aconteça”, especifica Hewson.

Com a reunião desta terça-feira dos ministros das Finanças europeus a prolongar-se pela noite, à tarde Mario Draghi aproveitou para lançar um apelo a Bruxelas. O presidente do BCE pede que o acordo da União Bancária seja fechado a curto prazo porque, defende Draghi, é essencial para a Zona Euro.