Última hora

Última hora

Escultura com 2500 anos roubada vai regressar ao Cairo

Em leitura:

Escultura com 2500 anos roubada vai regressar ao Cairo

Tamanho do texto Aa Aa

Detectado na Bélgica por um perito, um fragmento que representa a filha de um faraó e que faz parte de uma escultura mais complexa, com 2500 anos, foi avaliado em 200 mil a 300 mil euros.

É um dos milhares de vestígios arqueológicos pilhados no Egito, durante a Primavera Árabe, como recorda o embaixador Ihab Fawzy.

“Esta peça pertence ao Museu do Cairo, que foi roubado em 2011, durante a primeira revolução. É parte de um artefato composto por duas estátuas. A outra parte ficou no museu do Cairo e, com o regresso desta, a estatueta original fica completa, o que é muito importante”, diz.

Em faiança verde, o fragmento representa a filha do famoso faraó Akhénaton, que governou o Egito cerca de 1.500 anos antes de Cristo.

Tal como ela, outros 90 itens foram repatriados de Jerusalém, França, Grã-Bretanha e Alemanha só no último mês.