Última hora

Última hora

Mundial 2014: Cidade de Manaus alvo de críticas pela imprensa britânica

Em leitura:

Mundial 2014: Cidade de Manaus alvo de críticas pela imprensa britânica

Tamanho do texto Aa Aa

Depois de Coritiba e São Paulo, agora Manaus. A cidade no meio da Amazónia que vai receber quatro jogos do Mundial 2014, um deles entre Portugal e os Estados Unidos, a 22 de junho, está no centro de mais uma polémica: foi apelidada pelo jornal britânico Daily Mirror como um dos lugares mais mortíferos do Mundo. Um verdadeiro inferno. O jornal não fazia apenas referência aos ataques de animais selvagens, mas também ao elevado índice de criminalidade. Recorde-se que a cidade que vai também acolher um Inglaterra-Itália, a 14 de junho.

O presidente da Câmara de Manaus foi obrigado a sair em defesa da cidade. Arthur Virgilio Neto garante que vai “mostrar a cidade a todos os que a quiserem visitar. Mostro tudo. Ainda temos muito para fazer, temos problemas sociais, alguns deles que já têm decadas e somos realistas e temos noção de que só um milagre os ia conseguir resolver de imediato.”

A imagem dada pelo jornal britânico é bem diferente da que foi dada a conhecer a uma delegação da Federação Portuguesa de Futebol. Depois da inspeção feita ao Arena Amazónia, em Manaus, Paulo Bento e a comitiva revelaram à agência Lusa que ficaram impressionados com as condições da cidade e pela forma como foram recebidos. De qualquer forma, estão conscientes das exigentes condições atmosféricas que a equipa das
“quinas” vai encontrar em Manaus.