Última hora

Última hora

Rompuy: Catalunha independente deixará de pertencer à União Europeia

Em leitura:

Rompuy: Catalunha independente deixará de pertencer à União Europeia

Tamanho do texto Aa Aa

O presidente do Conselho Europeu avisou os catalães que uma declaração de independência transformaria a região num “Estado terceiro” em relação à União Europeia (UE). Afirmações de Herman van Rompuy, em Madrid, no mesmo dia em que o presidente do governo da Catalunha anunciou a data e as perguntas que levar a referendo na região.

O referendo “é inconstitucional e não terá lugar”, respondeu o primeiro-ministro espanhol. Mariano Rajoy considera que “o que foi decidido pelos partidos catalães é radicalmente contrário à constituição e à lei”.

O anúncio dos catalães coincidiu com uma visita a Madrid do presidente do Conselho Europeu. Herman Van Rompuy advertiu que Barcelona “teria de voltar a pedir a adesão” à UE, caso declare a independência, e que a entrada na União teria de ser “aprovada por todos” os Estados-membros. Por isso, o belga Rompuy afirma que “é necessário um esforço para ficar unido mas é um esforço que vale a pena”, recordando que sempre esteve contra “movimentos separatistas” no seu país e que isso se estende ao que se passa noutros países.

A união da Espanha vai continuar a ser colocada em causa. “Quer que a Catalunha seja um Estado?” e “quer que seja um Estado independente?”, são as perguntas que a maioria dos partidos catalães quer levar a referendo na região no dia 9 de novembro de 2014.