Última hora

Última hora

África do Sul: Desmond Tutu vai estar no funeral de Mandela

Em leitura:

África do Sul: Desmond Tutu vai estar no funeral de Mandela

Tamanho do texto Aa Aa

O hino da África do Sul e os gritos por “Madiba” ou “Tata” ecoaram ao longo da estrada por onde passou o caixão de Nelson Mandela em Qunu, a terra de infância do herói sul-africano, na província do Cabo Oriental, a 700 quilómetros de Joanesburgo.

É aqui que “Madiba” vai ser enterrado. Um país inteiro quis dizer adeus ao primeiro presidente negro da nação arco-íris. “Quando eu vi a escolta passar não pude conter a minha excitação. Foi como se estivesse a agarrar a mão dele. Foi muito excitante, eu vi-o!!!”, afirmou uma mulher à beira da estrada.

“Foi um momento mágico. Tinha um mau sentimento, mas ao mesmo tempo alegria, porque ele lutou pela união de brancos e negros”, referiu outra.

Antes do caixão viajar de Pretória, o ANC, Congresso Nacional Africano, no poder, rendeu uma última homenagem a Mandela.

Uma cerimónia onde estiveram inúmeras pessoas como o presidente Jacob Zuma, a mulher de Mandela, Graça Machel ou ainda representantes de movimentos de luta de resistência como o MPLA de Angola ou o Sinn Fein da Irlanda do Norte.

A cerimónia em Qunu vai ser privada, como desejou a família, com a presença de dignitários como o príncipe Carlos de Inglaterra ou o reverendo americano Jesse Jackson. O companheiro de luta de Mandela, prémio Nobel da paz em 1984, o arcebispo Desmond Tutu, crítico aberto do atual ANC, vai afinal estar presente. Antes tinha dito que não tinha sido convidado. .

O ministro delegado da presidência havia argumentado que ninguém recebeu um convite oficial.