Última hora

Última hora

Manifestantes pró e contra as autoridades ucranianas invadem ruas de Kiev

Em leitura:

Manifestantes pró e contra as autoridades ucranianas invadem ruas de Kiev

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de apoiantes do Presidente e do Governo ucranianos já estão reunidos na Praça da Europa, em Kiev. O Primeiro-ministro deslocou-se ao local e discursou, perante uma plateia entusiasta, em tom de desafio à Europa:

“Temos de cumprir certas condições. Sabem que condições são essas? Temos de legalizar o casamento homossexual, receber e adotar a lei sobre a igualdade de direitos para as minorias sexuais, a nossa sociedade está preparada para isso?”

Aqueles que apoiam as autoridades ucranianas mostram o seu desagrado face à situação atual, Galyna Prosvitlyuk, veio de Khmelnytskyi:

“Levei apenas 10 minutos para estar pronta para esta manifestação. Estou cansada desta injustiça. A maioria dos ucranianos reconhece que tivemos uma série de mudanças positivas. A vida na Ucrânia não é tão má.”

Do outro lado, na Praça da Independência, a apenas 200 metros, continuam reunidos os opositores do Presidente e do Governo. Exigem a assinatura do acordo com a União Europeia e a demissão do Governo. Para amanhã esperam uma adesão ainda maior ao protesto, como afirma Andre Kutsaba, estudante de Lviv:

“Penso que amanhã vai estar aqui mais de um milhão de pessoas porque estive cá no domingo passado e havia mesmo muita gente, não conseguíamos sequer mexer-nos, penso que isso é muito bom”.

Entretanto, dois altos responsáveis do governo foram demitidos após ordenarem a dispersão violenta dos manifestantes a 30 de novembro na capital.