Última hora

Última hora

MNE Guiné-Bissau: "Estamos a traficar seres humanos"

Em leitura:

MNE Guiné-Bissau: "Estamos a traficar seres humanos"

Tamanho do texto Aa Aa

Já está detido, em Bissau, um suspeito traficante que terá recrutado e acompanhado os 74 passageiros com passaportes falsos que a TAP foi forçada a transportar da Guiné-Bissau para Lisboa.

A União Europeia, pela voz de Catherine Ashton, afirmou que a TAP foi coagida a fazer o transporte ilegal por um “membro superior das autoridades”, que o jornal Público identifica como sendo o ministro do Interior do governo de transição, António Suka N’Tchama.

Entretanto, o ministro dos Negócios Estrangeiros (MNE) guineense assumiu que o país está a “traficar seres humanos”, uma situação que o levou a pedir a demissão:

“Nós mandamos cocaína para outros países. Agora estamos a traficar seres humanos. Começa em Marrocos: A nossa representação diplomática dá vistos sem consultar a sede. Chegam com passaportes da Síria, partem com passaportes da Turquia. É muita confusão”, declarou Delfim da Silva à RTP.

As autoridades portuguesas estão a avaliar o pedido de asilo feito pelos passageiros ilegais, presumivelmente originários da Síria. O grupo é constituído por 38 homens, 21 crianças e 15 mulheres.

A TAP suspendeu os voos diretos entre Lisboa e Bissau por causa deste incidente.