Última hora

Última hora

Merkel surpreende com escolha de mulher para a Defesa

Em leitura:

Merkel surpreende com escolha de mulher para a Defesa

Tamanho do texto Aa Aa

Angela Merkel surpreendeu o país ao escolher, pela primeira vez na história da Alemanha, uma mulher para dirigir o Ministério da Defesa.

A CDU-CSU da chanceler alemã e os parceiros do SPD apresentaram, este domingo, os nomes dos ministros da grande coligação saída das legislativas de 22 de Setembro.

Merkel anunciou que a pasta da Defesa fica a cargo de Ursula von der Leyen, frisando que “aqueles que a conhecem sabem que ela sempre teve interesse nos assuntos internacionais, bem como nas políticas sociais. Ela representa uma excelente combinação para a Defesa alemã, um posto recheado de desafios, que ela irá gerir com grande capacidade”.

Os parceiros social-democratas contam com seis ministros e um vice-ministro na coligação. O líder do SPD, Sigmar Gabriel, ocupará a pasta da Economia e será vice-chanceler.

Gabriel sublinhou que “quatro mulheres e três homens [do SPD] vão sentar-se na mesa do governo”, sendo de destacar a presença de Frank Walter Steinmeier na chefia do Ministério dos Negócios Estrangeiros que, segundo o líder social-democrata, “é provavelmente o político de maior destaque na diplomacia” alemã.

Apesar das concessões aos parceiros da grande coligação, Merkel conseguiu, para o seu terceiro mandato, manter o popular Wolfgang Schäuble no Ministério das Finanças, que dirige há quatro anos, frisando que o nome do político de 71 anos “é sinónimo da estabilidade do Euro”.