Última hora

Última hora

Rússia confirma deslocação de mísseis nucleares para perto de fronteiras da UE

Em leitura:

Rússia confirma deslocação de mísseis nucleares para perto de fronteiras da UE

Tamanho do texto Aa Aa

Estão dissipadas as dúvidas, pelo menos a avaliar pela certeza vinda esta segunda-feira do ministério russo da Defesa, que confirmou a deslocação de mísseis nucleares Iskander para perto das fronteiras da União Europeia (UE), na região que inclui o enclave de Kalininegrado.

Uma notícia potencialmente incómoda para as vizinhas Polónia e Lituânia, que ganhou força depois de o diário alemão “Bild” referir que a Rússia instalou nos últimos 12 meses mísseis balísticos na região.

Em reação a este facto, um responsável oficial russo limitou-se apenas a dizer que tinham sido estacionadas diversas baterias de mísseis Iskander no Distrito militar ocidental.

Seja como for, o certo é que em 2011 o Kremlin tinha admitido o envio de mísseis a curto e médio alcance para as fronteiras orientais da UE, em resposta à instalação do sistema de defesa de mísseis da NATO.

Velhos fantasmas à parte, os Estados Unidos e a Aliança Atlântica alegam que o escudo não é dirigido contra a Rússia. A função é proteger o ocidente de potenciais ataques dos designados “Estados párias”.