Última hora

Última hora

Acordo de investimento abre a porta à distribuição de gaz à Europa a partir do Azerbaijão

Em leitura:

Acordo de investimento abre a porta à distribuição de gaz à Europa a partir do Azerbaijão

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia assegurou o fornecimento de gás a partir do Azerbaijão com a assinatura de um acordo de exploração do campo de Shah Denis II, no mar Cáspio.

O pacto, firmado esta terça-feira, representa um investimento de cerca de 20 mil milhões de euros, repartidos por um consórcio que integra a empresa azeri Socar, a britânica BP, a norueguesa Statoil, a francesa Total e a russa Loukoil.

A dependência europeia em relação à Rússia no que respeita ao fornecimento de energias poderá assim ser diminuída.

“O Azerbaijão terá acesso direto ao mercado europeu e será capaz de exportar no primeiro ano, mais de 10 mil milhões de metros cúbicos de gás natural para o mercado europeu”, diz Vugar Bayramli, presidente do Centro para o Desenvolvimento Económico e Social do Azerbaijão.

A venda de gás à União Europeia deverá começar em 2019, podendo satisfazer 20% das necessidades dos 28 a longo prazo.

A distribuição será feita através da expansão do atual gasoduto do Cáucaso Sul, entre o Azerbaijão e a Geórgia e os gasodutos em construção entre a Turquia, Grécia, Albânia e a Itália.

Em setembro, fecharam-se contratos com nove empresas europeias para a comercialização de gás. A espanhola Gasnatural Fenosa, a francesa GDF Suez, a alemã E.On ou a italiana Hera Trading e Enel, são alguns exemplos.