Última hora

Última hora

Confrontos no Cairo enquanto islamistas apelam a boicote ao referendo constitucional

Em leitura:

Confrontos no Cairo enquanto islamistas apelam a boicote ao referendo constitucional

Tamanho do texto Aa Aa

Centenas de opositores do governo apoiado pelo Exército desafiaram a proibição de se manifestarem, para recordar nas ruas da capital egípcia a morte de 17 jovens há dois anos em confrontos com a polícia.

O protesto de 2011 denunciava a tomada de poder militar depois da queda de Hosni Mubarak, que muitos vêem agora repetida depois da destituição de Mohamed Mursi, democraticamente eleito para a presidência.

A manifestação deste domingo degenerou em confrontos junto à sede do Conselho de Ministros, no Cairo.

A Irmandade Muçulmana, que domina a aliança de opositores ao golpe militar que resultou no afastamento de Morsi, apelou ontem ao boicote do referendo sobre a nova Constituição egípcia, previsto para 14 e 15 de Janeiro.