Última hora

Última hora

Coreia do Norte rende homenagem ao antigo ditador

Em leitura:

Coreia do Norte rende homenagem ao antigo ditador

Tamanho do texto Aa Aa

O regime norte-coreano comemorou esta terça-feira o segundo aniversário da morte do antigo líder, Kim Jong-il – uma homenagem aproveitada para demonstrar a lealdade ao atual dirigente, Kim Jong-un.

Organizada com o máximo cuidado nos detalhes, a cerimónia, que se realizou no centro de Pyongyang, teve transmissão televisiva em direto, com discursos das figuras fortes do regime norte-coreano, que fizeram questão de realçar a fidelidade ao jovem Kim Jong-un, filho de Kim Jong-il e seu sucessor no poder.

A cerimónia tem lugar apenas alguns dias depois da execução do segundo homem mais poderoso no regime, Jang Song Thaek, que era tio e mentor político do jovem líder. Detido sob acusação de traição, durante uma reunião do Partido dos Trabalhadores da Coreia do Norte e executado quatro dias depois, o tio de Kim Jong-un era considerado um defensor de reformas económicas. A execução foi vista como um sinal de uma operação política interna que visa reforçar o poder de Kim Jong-un.

Inquietos com esta nova dinâmica no regime norte-coreano, manifestantes protestaram nas ruas de Seul, a capital da vizinha Coreia do Sul, deitando fogo a cartazes com a foto de Kim Jong-un.