Última hora

Última hora

Ministros das Finanças ultimam pormenores da união bancária

Em leitura:

Ministros das Finanças ultimam pormenores da união bancária

Tamanho do texto Aa Aa

Os ministros das Finanças da zona euro chegaram a acordo sobre o financiamento para pagar as dívidas de bancos que vão à falência.

Um elemento decisivo da futura união bancária, tema central da cimeira da União Europeia, esta quinta e sexta-feira.

As negociações continuam agora com os ministros dos países fora do euro, segundo o presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem.

“Todos os pontos ainda estão ainda em aberto sobre a mesa: o volume dos fundos, os futuros governadores, as regras operacionais, a mutualização gradual da dívida, etc. Mas penso que um compromisso sobre todas estas questões está a ficar cada vez mais claro”, disse.

Os bancos deverão contribuir com verbas para um fundo de resgate de 55 mil milhões de euros, ao longo de dez anos.

Mas a governante dinamarquesa, Margrethe Vestager, disse que “temos muito interesse ​​em ouvir e compreender as propostas, porque levantam muitas questões. Antes de tomarmos uma decisão, queremos obter resposta a essas perguntas”.

A união bancária visa evitar que os governos se endividem para pagar as falências dos bancos, como aconteceu com Portugal.

Mesmo que haja um acordo político nesta cimeira de inverno, a união bancária poderá vir a precisar de um novo tratado intergovernamental.