Última hora

Última hora

Diferendo fiscal entre UE e Brasil chega à OMC

Em leitura:

Diferendo fiscal entre UE e Brasil chega à OMC

Tamanho do texto Aa Aa

A União Europeia avança para a Organização Mundial do Comércio (OMC) contra o Brasil. Bruxelas considera que a política fiscal brasileira discrimina os produtos importados, protege a indústria nacional e incentiva as exportações.

Desde 2011, Brasília aplica um imposto de 30% aos veículos importados, enquanto os produzidos no Brasil estão isentos. O regime fiscal abrange também computadores e “smartphones” e foi prolongado por cinco anos, no final de 2012.

O chefe dos patrões brasileiros, Robson Braga de Andrade, rejeita que o Brasil seja “protecionista”.

A União Europeia é o maior parceiro comercial do Brasil e, no ano passado, as exportações ascenderam a 39 mil milhões de euros.

Na OMC, as duas partes têm 60 dias para consultas. Mas Estados Unidos e Japão poderão juntar-se à queixa da UE.