Última hora

Última hora

França adota Natal 'à espanhola' para poupar em tempo de crise

Em leitura:

França adota Natal 'à espanhola' para poupar em tempo de crise

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de 30% dos franceses vão comprar os presentes de Natal nos saldos de janeiro, uma forma de contornar a crise e que aproxima os gauleses dos vizinhos espanhóis, que trocam as lembranças no dia de Reis.

Nos Campos Elísios, uma transeunte recorda que no Natal “devemos levar felicidade aos que nos rodeiam, especialmente às crianças” e que “apesar da crise, só temos uma vida e momentos como este só acontecem uma vez no ano”.

Paris, cidade das luzes, está iluminada a preceito para a quadra natalícia e no mercado de Natal junto à Torre Eiffel, o corrupio é permanente.

No meio da roda-viva, um pai explica a estratégia que utilizou para poupar algum dinheiro: Começou a comprar os presentes “mais cedo” e assim conseguiu controlar “os custos”.

Crise à parte, os franceses vão gastar em média 530 euros nesta quadra, uma quebra ligeira de 0,9% em relação ao ano passado que não irá aliviar muito as costas do Pai Natal, obrigado a fazer horas extras por causa dos que só vão dar presentes em janeiro.