Última hora

Última hora

Leonardo DiCaprio é o Lobo de Wall Street

Em leitura:

Leonardo DiCaprio é o Lobo de Wall Street

Tamanho do texto Aa Aa

As vertigens da bolsa, do poder, das mulheres e da droga. Leonardo DiCaprio encarna “O Lobo de Wall Street”, na mais recente colaboração com Martin Scorcese. O filme baseia-se nas memórias de Jordan Belfort, escritas atrás das grades. Um corretor de bolsa sem escrúpulos que parte do nada para ganhar quase um milhão de dólares por dia.

No dia da estreia, Leonardo DiCaprio explicou como se inspirou para a personagem: “A minha abordagem foi a de um imperador romano durante a queda do Império! Assim, vemos essas personagens como hedonistas que cedem a qualquer tipo de tentação e não têm respeito por ninguém a não ser por elas próprias.”

Um mundo de tentações que “o lobo de Wall Street” não abandona nem a troco da colaboração com o FBI para revelar um escândalo de corrupção mundial. Um monumento à ambição onde não há limites para ganhar dinheiro.

O filme reúne pela quinta vez a dupla DiCaprio/Scorcese. Rob Reiner faz parte do elenco e destaca “o casamento perfeito” entre os dois: “Eles têm um respeito louco um pelo outro e é uma verdadeira colaboração. É um daqueles casamentos perfeitos entre um ator e um realizador. Estão sempre a trocar impressões. São totalmente abertos se alguém aparecer e se queixar que não gosta de uma coisa. É uma circulação livre de ideias.”

Uma comédia negra, baseada numa histórica verídica e que não perde atualidade nos tempos que correm… O realizador não exclui nova colaboração com DiCaprio: “Se pudermos ficar motivados juntos é realmente bom. É uma fonte de inspiração.”

O filme, que já está nomeado para dois Globos de Ouro, estreia em Portugal a 9 de Janeiro.