Última hora

Última hora

Turquia: Escândalo de corrupção com ligações ao Irão abala elite do poder

Em leitura:

Turquia: Escândalo de corrupção com ligações ao Irão abala elite do poder

Tamanho do texto Aa Aa

É um caso que está a abalar os alicerces da elite do poder na Turquia. 16 pessoas foram formalmente acusadas de corrupção, fraude e branqueamento de capitais no quadro de um primeiro inquérito sobre vendas de ouro e transações financeiras entre a Turquia e o Irão, um país alvo de sanções da comunidade internacional.

Entre os 16 acusados de um total de 24 pessoas detidas e 52 investigadas, estão os filhos do ministro do Interior e do ministro da Economia, bem como o diretor-geral de um dos maiores bancos estatais turcos.

O Halkbank é suspeito de ter sido o canal para a movimentação irregular de mais de 87 mil milhões de euros – montante superior ao resgate da troica a Portugal – através de um homem de negócios originário do Azerbaijão.

O primeiro-ministro turco, Recep Tahiip Erdogan, declarou que se tratou de um operação destinada a sujar a sua governação.

Dezenas de polícias foram demitidos.

Fala-se de uma luta no seio do partido do poder.

Erdogan deverá apresentar uma grande remodelação governamental na próxima semana quando faltam quatro meses para as eleições locais.