Última hora

Última hora

Al-Qaeda do Iémen pede desculpa

Em leitura:

Al-Qaeda do Iémen pede desculpa

Tamanho do texto Aa Aa

O ataque contra o hospital do Ministério da Defesa, em Sanaa a 5 de dezembro foi um erro devido à indisciplina de um combatente. Quem o diz é o chefe da Al-Qaeda do Iémen que pede agora desculpas pelo sucedido.

“Confessamos que isto foi um erro e pedimos desculpa, prestamos as nossas condolências às famílias das vítimas. A nossa operação não visava o hospital, não é esse o propósito da nossa luta nem da nossa religião ou moral. Aceitamos a total responsabilidade pelo que aconteceu no hospital “.

Qassem al- Rimi , líder militar da Al-Qaeda na Península Arábica, o ramo iemenita da rede extremista postou ontem este vídeo.

O ataque matou 56 pessoas, incluindo vários médicos estrangeiros , e fez mais de 200 feridos. Imagens das câmeras de vigilância mostram homens fortemente armados a disparar pelos corredores do hospital.