Última hora

Última hora

Tailândia: Shinawatra responde ao mar de gente em protesto

Em leitura:

Tailândia: Shinawatra responde ao mar de gente em protesto

Tamanho do texto Aa Aa

Um mar de gente nas ruas de Banguecoque, proveniente de várias regiões da Tailândia, voltou a exigir a demissão imediata do governo e o adiamento das eleições antecipadas de fevereiro.

A oposição afirma não confiar no sistema político tailandês daí exigir uma reforma levada cabo por um “conselho popular”. Defende por isso o boicote do escrutínio.

A primeira ministra demissionária Yingluck Shinawatra afirmou “não compreender de uma oposição que se afirma guardiã da democracia e depois não participa nas eleições, que foram justamente uma resposta às exigências dos manifestantes”. Shinawatra disse ainda que “as reformas devem acontecer depois do sufrágio”.

Entretanto, nas ruas de Banguecoque, cortadas ao trânsito com uma multidão em protesto, alguns manifestantes ofereceram dinheiro a um dos líderes do Partido Democrático para levar a cabo a luta pela mudança.