Última hora

Última hora

Mais de 150.000 tailandeses protestam contra eleições antecipadas

Em leitura:

Mais de 150.000 tailandeses protestam contra eleições antecipadas

Tamanho do texto Aa Aa

Mais de cento e cinquenta mil tailandeses sairam à rua em Banguecoque para exigir a demissão do governo e rejeitar a organização de eleições antecipadas em fevereiro do próximo ano.

O partido democrático, principal formação da oposição, anunciou no sábado que vai boicotar o escrutínio. O líder do movimento de contestação, Suthep Thaugsuban, exigiu a suspensão das instituições democráticas a favor da instauração de um “conselho popular”.

Em frente a milhares de apoiantes, Thaugsuban defendeu que “o país precisa de ser reformado antes de serem organizadas eleições” e apelou ao bloqueio do estádio de Banguecoque, onde devem ser depositadas as candidaturas.

A primeiro-ministra tailandesa anunciou no início de dezembro a antecipação do escrutínio, após semanas de crise política e da demissão em bloco dos deputados da oposição.

Yingluck Shinawatra disse que “as reformas devem acontecer depois do sufrágio” programado para fevereiro.