Última hora

Última hora

Idulto de Putin liberta ativistas da Greenpeace

Em leitura:

Idulto de Putin liberta ativistas da Greenpeace

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades russas começaram hoje a libertar os ativistas da Greenpeace que detidos em Setembro por participarem num protesto no Oceano Árctico.

A iniciativa surge no âmbito do indulto presidencial concedido por Vladimir Putin a semana passada.

Entre as 30 pessoas, contam-se 28 activistas e dois jornalistas que foram indiciados por vandalismo na sequência da invasão de uma plataforma petrolífera no Ártico.

O grupo respondia ao processo em liberdade, sob fiança. Dos 30 acusados, 26 eram estrangeiros, de 16 países.

A organização ecologista informou que todos deverão deixar o país logo que obtenham os vistos de saída e recuperem os documentos pessoais apreendidos pelas autoridades.