Última hora

Última hora

Empresa russa vai explorar petróleo ao largo da Síria

Em leitura:

Empresa russa vai explorar petróleo ao largo da Síria

Tamanho do texto Aa Aa

O regime de Damasco assinou, este Natal, um acordo com uma empresa russa para a exploração de petróleo em águas sírias.

O contrato “Amrit”, firmado entre a Associação de Petróleo da Síria e a Soyuz NefteGaz, concede aos russos a exploração durante 25 anos de uma área com 2190 quilómetros quadrados junto à costa da Síria, aproximadamente entre as cidades de Tartous e Baniyas.

O ministro do Petróleo sírio explicou que a “Soyuz NefteGaz irá começar a trabalhar pouco tempo depois da assinatura do contrato” e que “a companhia não vai respeitar as injustas sanções impostas em particular ao petróleo, mas também a todas as outras áreas da economia síria”.

Os custos da prospeção estão estimados em 15 milhões de dólares a que se devem somar 75 milhões para a perfuração de um poço de testes. A companhia russa financia todo o processo e se as operações forem bem-sucedidas irá explorar parte das jazidas sírias no Mediterrâneo.

Segundo os dados oficiais, a Síria tem reservas estimadas de 237 mil milhões de barris e até ao início da guerra produzia 380 mil barris de petróleo por dia. Hoje produz 20 mil barris diários.