Última hora

Em leitura:

Sudão do Sul: combates concentram-se nos Estados petrolíferos


Sudão do Sul

Sudão do Sul: combates concentram-se nos Estados petrolíferos

Os combates entre as forças governamentais e os rebeldes no Sudão do Sul concentram-se agora no Estado petrolífero do Nilo Superior.

A rebelião que apoia o ex-vice-presidente Riek Machar mantém o controlo de Bentiu, capital do Estado de Unidade, principal região produtora de petróleo. O controlo da produção do ouro negro é essencial, já que as suas receitas representam 95 por cento da frágil economia do país.

Na terça-feira, as forças do presidente Salva Kiir retomaram a cidade de Bor, capital do Estado de Jonglei.

Kiir reconheceu pela primeira vez, na mensagem de Natal ao país, que os combates adquirem um caráter interétnico, afirmando que isso pode “empurrar o país para o caos”.

O secretário-geral da ONU voltou a apelar ao diálogo entre o presidente e Machar.

Segundo as Nações Unidas, o balanço dos combates eleva-se já a vários milhares de mortos e pelo menos 90.000 deslocados. A ONU diz que as agências humanitárias precisam de 120 milhões de euros para garantir a assistência urgente.

Há pontos de vista diferentes para cada história: a Euronews conta com jornalistas do mundo inteiro para oferecer uma perspetiva local num contexto global. Conheça a atualidade tal como as outras línguas do nosso canal a apresentam.

tradução automática

tradução automática

tradução automática

Artigo seguinte

mundo

Irmandade Muçulmana declarada "organização terrorista" após atentado de Mansoura