Última hora

Última hora

Tailândia: Governo recusa adiar eleições

Em leitura:

Tailândia: Governo recusa adiar eleições

Tamanho do texto Aa Aa

O governo tailandês de Yingluck Shinawatra recusou, esta quinta-feira, a proposta da comissão eleitoral para adiar as eleições marcadas para 2 de fevereiro.O pedido surgiu depois dos confrontos, durante a manhã em Banguecoque, entre manifestantes e as forças da autoridade, que resultaram na morte de um agente e 97 feridos, 25 dos quais são polícias. Durante as sete horas de confrontos as forças de autoridade carregaram contra os manifestantes, usando balas de borracha, gás lacrimogéneo e canhões de água de modo a conter os mais de mil tailandeses que queriam invadir o estádio de Banguecoque, onde prosseguem as inscrições dos candidatos dos vários partidos políticos.

A comissão eleitoral considerou, em comunicado, que é “impossível”, nas atuais condições, garantir um escrutínio em ambiente de paz e liberdade.

Depois de dias de cerco ao estádio, os políticos conseguiram entrar no edifício, usando helicópteros, de modo a conseguirem inscrever-se a tempo, uma vez que o prazo termina esta sexta-feira.