Última hora

Última hora

Ucranianos protestam contra espancamento de jornalista

Em leitura:

Ucranianos protestam contra espancamento de jornalista

Tamanho do texto Aa Aa

Dezenas de ucranianos protestaram esta quinta-feira contra o espancamento de uma jornalista, diante do ministério do Interior, em Kiev. Os manifestantes consideram o governo responsável pelo ocorrido na noite de 24 para 25 de dezembro. Este não é o primeiro caso de violência contra jornalistas, como recorda a ativista Natalya Sokolenko: “No último mês houve pelo menos 51 jornalistas atacados. O ministro do Interior é o único responsável por isto. Era suposto os seus subordinados manterem a segurança pública.”

Tatiana Tchornovil, jornalista do Ukraïnska Pravda, escreve artigos bastante críticos sobre o presidente Viktor Ianoukovitch e os elementos do seu governo. “Antes de ser espancada filmei a residência do ministro do interior e a do procurador-geral e acho que foi a partir daí que os meus agressores me começaram a seguir. Por outro lado, há uns tempos descobri informação sobre uma residência do presidente Ianoukovtich, não aquela que todos conhecem mas outra ainda mais luxuosa” – explicou a vítima.

A jornalista de 34 anos escreve igualmente para outras publicações próximas da oposição. Na terça-feira tinha publicado um artigo sobre o ministro do interior. À noite foi perseguida por um veículo nos arredores de Kiev e quando foi obrigada a parar tentou fugir a pé.