Última hora

Última hora

Turquia: Erdogan acusa opositores de conspiração

Em leitura:

Turquia: Erdogan acusa opositores de conspiração

Tamanho do texto Aa Aa

Multidões desceram às ruas na sexta-feira para demonstrarem apoio ao primeiro-ministro turco, Tayyip Erdogan.

A manifestação teve lugar em Istambul e foi organizada pelo AK, o partido no poder.

Erdogan enfrenta a crise mais grave dos seus 11 anos à frente do país. A recente vaga de escândalos levou à demissão de três ministros espoletando uma remodelação governamental.

“A soberania não pertence ao poder judicial. A soberania também não pertence ao governo. Pertence ao povo. O poder judicial vai pagar por ter tentado retirar a soberania das mãos do povo”, afirmou Erdogan perante a multidão.

Ao mesmo tempo que centenas de pessoas demonstravam apoio a Erdogan, na icónica Praça Taksim, palco de protestos anti-governamentais no verão passado, a polícia disparou balas de borracha e gás lacrimogéneo contra centenas de manifestantes que exigem a demissão do executivo.

Pelo menos 31 pessoas teriam sido detidas, incluindo três advogados.

O escândalo de corrupção e subornos envolvendo alguns aliados de Erdogan levou à detenção de figuras de destaque.

Erdogan descreveu esta investigação como parte de um processo conspirativo alargado destinado a derrubar o governo.