Última hora

Última hora

Ucrânia: Protestos aproximam-se da residência do presidente Yanukovich

Em leitura:

Ucrânia: Protestos aproximam-se da residência do presidente Yanukovich

Tamanho do texto Aa Aa

Milhares de ucranianos participaram este domingo numa nova forma de protesto contra o poder de Kiev.

De carro, de mota ou de bicicleta encheram as ruas da capital e as estradas dos arredores num desfile até à casa do presidente Viktor Yanukovich.

Os participantes no desfile pediram a demissão do presidente e dos membros do governo.

“Fomos até à casa do presidente para lhe mostrar que não desistimos, que ainda aqui estamos e que achamos que ele deve ouvir o povo e fazer concessões. Pelo menos o governo devia demitir-se”, diz uma manifestante.

Enquanto a marcha prosseguia nas estradas, dezenas de milhares de pessoas mantinham-se na praça da Independência, o local escolhido para o protesto, já lá vão mais de cinco semanas.

O líder da oposição, Vitaly Klitschko, apela aos insatisfeitos para que voltem ao protesto depois das festas.

As manifestações têm vindo a perder fôlego com o aproximar do final do ano e dos preparativos do Natal Ortodoxo, que se celebra a 6 de janeiro.

A nossa repórter em Kiev, Angelina Kariakina, acompanhou os protestos:
“Os ativistas do Euromaydan sabem que o governo não ouve as suas reivindicações, por isso decidiram ir à frente da residência do presidente da Ucrânia, que fica a poucas centenas de metros deste local, mas cuja estrada está bloqueada pela polícia. Os ativistas prometem que, se não forem ouvidos, esta marcha até à casa do presidente vai tornar-se um protesto frequente”.