Última hora

Última hora

República Democrática do Congo: Exército volta a controlar a situação

Em leitura:

República Democrática do Congo: Exército volta a controlar a situação

Tamanho do texto Aa Aa

A vida na República Democrática do Congo volta pouco a pouco à normalidade.

Fontes governamentais afirmam que o exército controla a situação, após diversos ataques na capital, Kinshaza e na segunda cidade do país, Lubumbashi.

Um porta-voz do governo convidou nas últimas horas os cidadãos a retomarem a atividade normal e a repudiarem “uma agressão que tinha como objetivo aterrorizar a população”, acrescentado: “Se as pessoas mostrarem que não estão aterrorizadas, eles não vão tentar outras aventuras que podem derramar o sangue de inocentes no nosso país”.

A tensão criada por estes ataques não facilita a vida aos soldados da missão da ONU, que tentam ajudar na reintegração dos rebeldes que se renderam após o último conflito no país:

“Estamos a tentar ajudar a reintegrá-los porque isto encoraja os ex-combatentes a renderem-se. A nossa função é proteger os civis e encorajar a sociedade congolesa”, explica o major Waleed Turky.

A paz na República Democrática do Congo continua frágil. Os ataques desta segunda-feira èm diversas cidades e à televisão pública, deixaram pelo menos oito dezenas de mortos, na maioria rebeldes.