Última hora

Última hora

Romenos e búlgaros já podem trabalhar livremente em toda a UE

Em leitura:

Romenos e búlgaros já podem trabalhar livremente em toda a UE

Tamanho do texto Aa Aa

As últimas restrições aplicadas aos cidadãos búlgaros e romenos no acesso ao mercado de trabalho em nove países europeus (Alemanha, Áustria, Bélgica, Espanha, França, Reino Unido, Luxemburgo, Malta e Holanda) foram levantadas esta quarta-feira.

Em dois dos países – Alemanha e Reino Unido – o levantamento está a causar agitação. Teme-se uma vaga de emigração.

No entanto, Damian Draghici, senador e conselheiro do primeiro-ministro romeno, desvaloriza essa possibilidade: “Acredito que isto é mais um jogo político ou uma maneira de exagerar as coisas. Não creio que os romenos vão invadir a Inglaterra”.

Um dos operadores que realiza viagens entre a Roménia e o Reino Unido não espera um grande aumento de passageiros. “A maioria das pessoas que queria trabalhar no estrangeiro já saiu. Esperamos que com a abertura de mercado, as reservas aumentem talvez dez por cento”, afirma Mihai Fertig.

Alguns deputados britânicos, como Keith Vaz, passaram parte desta quarta-feira no aeroporto de Luton para observar a chegada do primeiro voo procedente da Roménia.

“Precisamos de desenvolver uma estratégia para lidar com a questão da liberdade de circulação e com as restrições para as pessoas que vêm trabalhar para o Reino Unido. Se não fizermos isso, vamos ter mais drama e mais crises nos próximos anos”, disse Vaz.

As restrições que limitam o acesso a empregos e benefícios estatais foram levantadas para conceder aos romenos e búlgaros os mesmos direitos que a outros cidadãos da União Europeia.