Última hora

Última hora

Escândalo de corrupção ganha dimensão e envolve multinacionais europeias

Em leitura:

Escândalo de corrupção ganha dimensão e envolve multinacionais europeias

Tamanho do texto Aa Aa

O antigo dirigente grego que admitiu ter recebido quase 12 milhões de euros em subornos devolveu 7 milhões ao Estado. Antonis Kantas, ex-vice-diretor para a aquisição de armas do ministério grego da Defesa entre 1997 e 2002, foi detido e acusado em dezembro. Os investigadores descobriram uma conta com quase 14 milhões em Singapura.

Kantas confessou ter recebido subornos para realizar contratos de fornecimento de armas de várias multinacionais, em particular da Alemanha.

Sabe-se que uma das empresas é a “KMW” que forneceu 170 tanques “Leopold II” à Grécia. A empresa nega ter corrompido o antigo dirigente.

O jornal “Spiegel” afirma que Kantas recebeu também 240 mil euros da sueca “Saab” e 800 mil da francesa “Dassault”.

Várias pessoas estão na mira das autoridades.

Ainda na Grécia, um ex-mediador para a venda de armas, afirma que Kantas foi subornado por outra firma alemã, a “Atlas”, para a aquisição de equipamento para submarinos alemães.

O suspeito afirma que outros 10 responsáveis do exército grego também foram corrompidos.