Última hora

Última hora

Sudão do Sul: Combates intensificam-se em vésperas de negociações de cessar-fogo

Em leitura:

Sudão do Sul: Combates intensificam-se em vésperas de negociações de cessar-fogo

Tamanho do texto Aa Aa

No Sudão do Sul, a intensificação dos combates obrigou o governo a decretar o estado de emergência em dois estados : Unity e Jongley.

O presidente da câmara de Bor, a capital do estado de Jongley, anunciou horas antes que os rebeldes tinham tomado conta da cidade.

A situação deteriora-se no momento em que as delegações dos rebeldes e do governo do país chegaram a Addis Abeba, a capital da Etiópia, para o início das negociações sobre o cessar-fogo.

O ministro etíope dos Negócios Estrangeiros exprimiu receios de que os combates em Bor façam abortar a abertura das negociações.

Desde 15 de dezembro, o conflito já fez mais de um milhar de mortos e quase 200 mil refugiados.

A situação dos civis é precária. Uma cidadã americana que, com a família, cuidava de dez crianças num orfanato conta os perigos porque passam os que não conseguem refugiar-se em campos da ONU:

“Tentámos sair do campo uma vez e começaram a disparar para nos assustar; depois disparavam contra nós; depois disparavam contra outros soldados. Havia trocas de tiros por todo o lado e mísseis a voarem sobre as nossas cabeças e tivemos que voltar para trás”.

Mas nem todos podem refugiar-se nos acampamentos das Nações Unidas, onde na maioria dos casos não há comida suficiente, água ou condições de higiene para acolher os milhares que procuram refúgio.