Última hora

Última hora

Ricos estão mais ricos e Bill Gates é o novo "rei"

Em leitura:

Ricos estão mais ricos e Bill Gates é o novo "rei"

Tamanho do texto Aa Aa

A crise está a ser severa para muitas pessoas em todo o mundo, mas também amiga de alguns. Em especial, dos mais ricos, que estão a ficar cada vez mais ricos, como revela a Bloomberg, a reboque da atualização de 2013 da lista dos 300 mais ricos do Mundo, que não inclui qualquer português e dos quais apenas 70 registaram prejuízos neste último ano.

Só no ano passado, os membros deste exclusivo clube somaram às respetivas fortunas um total de 380 mil milhões de euros, para um bolo total calculado de 2,5 biliões de euros. Os maiores ganhos tiveram origem nos investimentos na indústria tecnológica.

À cabeça deste “top” está agora Bill Gates. Aproveitando, por exemplo, o crescimento de 40 por cento do valor dos títulos da Microsoft, a empresa que fundou e da qual se mantém accionista, mas também outros investimentos certeiros das empresas onde mantém interesses, como a cadeia hoteleira “Four Seasons”, o norte-americano conseguiu aumentar a fortuna pessoal em cerca de 11 mil milhões de euros. Ao todo, Bill Gates terá agora 57 mil milhões de euros (78,5 mil milhões de dólares)

Líder até maio passado, Carlos Slim caiu agora para o segundo posto no “Bloomberg Billionaires Index”. O mexicano fechou o ano com uma conta pessoal de mais de 53 mil milhões de euros (73 mil milhões de dólares). Uma mudança na lei mexicana penalizou Slim em mais de mil milhões de euros e isso ajudou Bill Gates a ultrapassar o mexicano no topo.

O dono do império espanhol Zara fecha o pódio de 2013 das maiores fortunas do planeta. Amâncio Ortega é o homem mais rico da Europa, com uma fortuna avaliada em mais de 47,5 mil milhões de euros.

Quanto aos portugueses, por fim, a revista Exame elaborou em dezembro uma lista nacional que elege Américo Amorim como o detentor da maior fortuna do país, destronando Alexandre Soares dos Santos, que havia “reinado” em 2012.

O forte aumento do valor dos títulos da Galp Energia, do Banco Popular e da Corticeira Amorim, ao longo do último ano, esteve na base do regresso de Américo Amorim ao lugar que já havia ocupado entre 2008 e 2011, agora com uma fortuna avaliada pela Exame em 4,5 mil milhões de euros.

Soares dos Santos, embora tenha caído para segundo, viu também a fortuna crescer em 2013 e soma agora 2,2 mil milhões de euros. Na terceira posição, está a família Guimarães de Mello, com 1,7 mil milhões de euros. Fora do pódio, mantém-se o outrora mais rico de Portugal Belmiro de Azevedo, que lidera o Grupo Sonae e tem uma fortuna de 1,2 mil milhões de euros.