Última hora

Última hora

Wall Street abre em queda depois de bater recordes do milénio

Em leitura:

Wall Street abre em queda depois de bater recordes do milénio

Tamanho do texto Aa Aa

O regresso da bolsa de Nova Iorque ao ativo registou uma queda de um por cento face aos números com que havia fechado o ano passado. Mas 2013 está para já na história como o melhor ano de Wall Street do novo milénio e, claro, do século XXI.

A reboque do programa de estímulos da Reserva Federal norte-americana (FED), a bolsa nova-iorquina registou recorde deste milénio para os índices Standard & Poors e Dow Jones. O primeiro registou ganhos de 29,6 por cento, o mais alto desde 1997; o segundo conseguiu a melhor subida (26,5 por cento) desde 1995. O Nasdaq, por fim, cresceu 38,3 por cento, o melhor resultado desde 2009.

As perdas de quinta-feira, o primeiro dia de atividade bolsista nos Estados Unidos em 2014, surgiram em resultado dos receios face ao crescimento da produção. O PMI (o índice de gestores de compras) da China caiu em dezembro para os 51 pontos face aos 51,4 do mês anterior, revelando algumas dificuldades face às exportações. Nos Estados Unidos, o índice do Instituto de Gestão de Fornecedores que segue de perto a produção escorregou dos 57,3 para os 57 pontos, com que fechou o ano.