Última hora

Última hora

Autoridades do Camboja querem esmagar greve dos operários

Em leitura:

Autoridades do Camboja querem esmagar greve dos operários

Tamanho do texto Aa Aa

As autoridades do Camboja estão determinadas em esmagar os protestos dos operários e da oposição.

Este sábado, a polícia antimotim recorreu mais uma vez à violência para expulsar manifestantes de um parque da capital.

Pnom Pen tem sido palco de protestos diários contra o Governo.

Ontem, foi um dos dias mais violentos. As forças da ordem tentaram pôr fim ao protesto dos trabalhadores da indústria têxtil. Quatro manifestantes perderam a vida.

A economia do Camboja depende em grande parte do sector têxtil.

Várias marcas europeias de roupa como a Adidas ou a HM deslocaram a produção para fábricas do Camboja por o trabalho ser mais barato do que na China, no Vietname ou na Tailândia.

Os operários exigem melhores salários. Os sindicatos denunciam as más condições de trabalho que levam os operários a desmaiar durante os turnos por falta de repouso e alimentação adequada.